1 – DERMATITES
As dermatites são qualquer inflamação que acontece na pele. Existem muitos tipos de dermatites, mas as 3 tipos mais comuns são:

Dermatite Atópica: é mais comum nas crianças. Surge sem motivo aparente. Costuma estar ligada a crises de rinite e asma e pode estar relacionada com algum tipo de alergia alimentar. O tratamento consiste em cremes específicos e remédios que controlam a inflamação. Há situações que a melhora só acontece conforme a criança cresce.

Dermatite de Contato: mais frequente nos adultos e está relacionada com a exposição a alguma substância, produto ou tecido. Há casos em que a pessoa precisa se afastar do trabalho. O essencial no tratamento dessas dermatites é identificar o produto ou substância que está levando a esta condição.

Dermatite Seborreica: a famosa caspa. Na maioria das vezes causa descamação no couro cabeludo, mas podem levar a irritações e descamações nas sobrancelhas, face e tórax também. Nos casos menos severos, pomadas e shampos especiais resolvem o problema.

2 – ACNE
Oito em cada 10 adolescentes vão apresentar em algum momento espinhas. Muitas vezes estas terríveis “bolinhas” podem prejudicar a qualidade de vida do adolescente. Quanto mais cedo a acne for tratada, menor a probabIlidade de ter consequências como manchas e cicatrizes. Em casos mais leves, somente o tratamento tópico já controla a doença, porém há casos em que o controle só pode ser feito com medicamentos orais e antibióticos.

O grande causador das espinhas são os hormônios, por isso a maior incidência do problema está entre os adolescentes, onde a atividade hormonal está em alta velocidade. Mas adultos também podem ter o problema, principalmente as mulheres, em que a condição começa a aparecer a partir dos 25 anos e requer investigação hormonal e de uso de cosméticos, principalmente maquiagens. Estresses constantes e exposição solar podem manter o ciclo vicioso da acne.

3 – URTICÁRIA
Causada por diversos fatores que vão de frio a exercícios físicos. Porém, há caos em que ela é idiopática, isto é, a causa não pode ser esclarecida. Causa vermelhidão no corpo, inchaço e uma coceira intensa. A crise demora semanas para ir embora e intercala períodos de coceira, ardência e vermelhidão com períodos de calmaria.

20 % dos pacientes que tiveram urticária, terão novos episódios pelas próximas duas décadas.

4 – MICOSE
São causasdas pelos fungos. A mais comum são as das unhas, que podem causar dor ao usar sapatos fechados. A maior dificuldade é que o tratamento é lento e exige paciência.

5 – DOENÇAS VIRAIS
Os vírus que atingem a pele podem ser passageiros, como o da catapora e do molusco contagioso, ou serem recorrentes, como o da herpes e alguns tipos de HPV causadores de verrugas. A presença dessas doenças na pele, indica que o sistema imune não foi capaz de defender a pele do ataque desses vírus.

6 – PSORÍASE
Leva a muitas repercussões físicas e emocionais. A inflamação na pele em forma de placas descamativas, com coceira e avermelhadas, que a psoríase ocasiona é acionada pelas próprias células de defesa do organismo. Pode aparecer dores em cotovelo, joelhos e costas.

Há casos em que as unhas também são afetadas. Surge em qualquer idade, mas é mais frequente aos 40 anos. Isso porque, além da influência genética, alguns fatores contribuem para despertar o distúrbio, como: estresse, infecções, diabetes e traumas na pele.

70% das pessoas com psoríase, apresentam a forma leve da doença, capaz de ser controlada com cremes e hidratantes. Mas 30% dos casos são graves e precisam de medicações orais e injeções.

Embora a psoríase não tenha cura, com a nova geração de medicamentos até os casos mais graves podem ser controlados.

7 – CÂNCER
Segundo dados do INCA (Instituto Nacional de Câncer), o câncer de pele é o de maior incidência não só no Brasil como no mundo todo. São mais de 100 mil novos casos de câncer de pele ao ano. Entre os tipos de cânceres de pele o melanoma é o que possui a mais baixa incidência, porém tem um alto grau de mortalidade quando não diagnosticado e tratado precocemente. Os outros tipos de cânceres de pele apesar de alta incidência, tem baixa letalidade e podem ser curados com facilidade se detectado precocemente.

Os cânceres de pele compartilham os mesmos fatores de risco: exposição aos raios solares e falta de diagnóstico precoce. Pintas diferentes, com cores e bordas irregulares merecem uma avaliação médica.

8 – ESCABIOSE
Escabiose é o nome técnico da sarna. São caracterizadas por bolinhas vermelhas pelo corpo e uma coceira intensa, especialmente a noite. Essa doença é causada por um ácaro que se espalha rapidinho por lugares muito povoados. Muito comum a presença desses ácaros em colchões antigos ou mal cuidados. Banhos diários e uma adequada higiene das mãos previnem essas lesões.

9 – ALOPECIA
A queda do cabelo também prejudica a autoestima e qualidade de vida. O principal tipo de alopecia que causa isto é a Areata. Mais comum em jovens após período de estresse intenso. Forma espaços vazios, sem cabelos, no couro cabeludo ou barba, do tamanho de uma moeda. Em geral, há um histórico familiar da condição, muitas vezes associada a doenças autoimunes. A maioria dos casos, felizmente, melhora com tratamento.

10 – CELULITE
Não é o que você está pensando: os furinhos principalmente em glúteos que tanto incomodam a maioria das mulheres. Mas sim de uma infecção cutânea aguda causada por um a bactéria que ocasiona vermelhidão, inchaço, dor e calor no local, acompanhado às vezes de febre. São tratadas com antibiótico oral. Idosos, diabéticos, obesos e pacientes com a circulação comprometida estão mais suscetíveis a ela.

Fique atento!  Faça sempre um check-up. Cuide da sua saúde e da sua pele.