Causas e tratamentos

Uns aprendem a conviver, mas a maioria das pessoas se sente incomodada com o surgimento delas. Sim, estou falando das temidas estrias. Por que será que elas se formam? Existe estria não tratável? Quais são os tratamentos disponíveis? Vem comigo que eu explico melhor!

Primeiro, vamos começar entendendo o que são essas cicatrizes estriadas que se formam na pele. Basicamente, elas surgem quando a pele sofre grandes estiramentos de forma abrupta, como por exemplo, durante a gravidez, na adolescência, através de um ganho excessivo de peso e até mesmo com um aumento de massa muscular de forma muito rápida.

Sendo assim, estrias são cicatrizes resultantes do rompimento de fibras elásticas e de colágeno na pele. A boa notícia é que existem diversas opções de cuidados para fazer em casa que, além de ajudarem a melhorar a aparência das estrias, preparam a área tratada para receber melhores resultados com os procedimentos no consultório.

E no consultório? Vamos conhecer alguns tratamentos?

CO2: tecnologia que emite um feixe de luz cujo alvo são as moléculas de H20, fazendo uma lesão térmica, que, por sua vez, produz microperfurações na pele. Dessa forma, há um estímulo à produção de colágeno, promovendo a reestruturação do tecido. O resultado é a melhora do espectro das estrias, bem como da superfície tratada.

Microagulhamento: por meio de microperfurações na pele, estimula sua regeneração, suavizando a aparência das estrias.

Peelings: sejam químicos (combinação de diversos agentes) ou físicos, podem melhorar a aparência nas áreas tratadas, por meio da renovação das camadas superficiais da pele nessas regiões.

Dermoabrasão: com um efeito similar ao peeling físico, nesse procedimento é feito um lixamento das estrias, para que a pele reaja e produza mais colágeno.

“Então esses procedimentos podem me livrar das estrias?”. Isso vai depender do aspecto da estria e, sobretudo, das técnicas utilizadas. Assim como em outros tratamentos, a combinação de métodos diferentes pode minimizar o aspecto até de estrias antigas.