Quais as atividades que devem ser evitadas após sua rinoplastia?

 

A rinoplastia é um procedimento muito buscado para harmonização facial e correção das funcionalidades nasais. Isso se deve à grande demanda por cuidados estéticos, mas também, e principalmente, por cuidados com a saúde e a autoestima que vem despertando muitas pessoas.

 

Se você já fez a avaliação médica, já traçou os planos, metas e expectativas com relação à rinoplastia e já realizou os preparativos para a cirurgia, é hora de ficar ciente sobre os cuidados com o pós-operatório, tão importante quanto os cuidados prévios.

 

Antes de tudo, vamos rever informações cruciais sobre a rinoplastia.

 

Indicação

A rinoplastia é indicada para dois objetivos específicos:

  • Saúde: a rinoplastia pode corrigir algumas funcionalidades nasais que causam problemas respiratórios, como a correção do septo e a retirada da carne esponjosa (turbinectomia);
  • Estética: para corrigir assimetrias de nascença ou causadas por alguma lesão e/ou corrigir a desarmonia facial.

 

Sendo assim, o indivíduo que já alcançou o desenvolvimento da estrutura facial (que se dá por volta dos 15 anos) e não está feliz com essa aparência ou precisa de procedimentos para fins de saúde, pode recorrer à rinoplastia

 

Seja por questões de saúde seja por questões estéticas, a rinoplastia é indicada a quem quer e precisa fortalecer e elevar a sua autoestima.

 

O procedimento

Há três métodos de rinoplastia:

  • Endonasal (rinoplastia fechada): somente é realizada pequenas incisões nas narinas. É mais rápido e permite alterar o tamanho das narinas ou corrigir problemas respiratórios, por exemplo. 
  • Exorrinoplastia (rinoplastia aberta): é realizado quando há necessidade de se realizar múltiplos procedimentos no nariz;
  • Rinoplastia ultrassônica: não há necessidade de quebrar o osso nasal.

Portanto, somente a avaliação médica irá definir qual o melhor procedimento para a rinoplastia, a depender das especificidades de cada caso.

 

Pré-operatório

Essa fase exige basicamente exames laboratoriais e avaliações com o cardiologista, por exemplo. São avaliações prévias do estado de saúde do paciente para ele ser autorizado a realizar uma cirurgia que, como qualquer outra, tem seus riscos.

 

Pós-operatório

Como dissemos, essa fase exige cuidados de crucial importância para que sejam alcançados os objetivos da rinoplastia e, principalmente, para que haja plena recuperação do paciente. 

  • Repouso absoluto: é preciso que o paciente não faça nenhum esforço na primeira semana, pois a área nasal estará extremamente sensível;
  • Alimentação pastosa na primeira semana;
  • Repouso moderado na segunda semana;
  • Não fumar ou beber durante a recuperação;
  • Evitar atividades aeróbicas: por causa do inchaço, não será possível a respiração normal pelo nariz durante duas ou três semanas. sendo assim, atividades como corrida, saltos, levantamento de peso e agachamentos devem ser evitados;
  • Evitar atividades de contato: qualquer esporte ou atividade (como shows, festas e transporte coletivo lotado) que possam causar contato bruscos e fortes com o nariz devem ser evitados por causa da sensibilidade e estado de recuperação do nariz.

 

Além desses cuidados, é preciso que o paciente, durante a recuperação, evite qualquer atividade que cause atritos ao nariz, como dormir de bruços ou assoar o nariz. Em contrapartida, beber bastante água, fazer compressa de gelo e proteger o rosto do sol devem ser rotina para uma plena recuperação. 

 

Não seguir esses cuidados pode comprometer total ou parcialmente a recuperação. A cicatrização pode ser retardada ou feita de maneira errada, causando um efeito contrário ao esperado. 

 

Portanto, converse sinceramente com seu médico e defina o melhor momento da sua vida em que você conseguirá seguir as indicações e cuidados e assim obter os resultados almejados!